Quando fazer menos é fazer melhor

Quando fazer menos é fazer melhor

 

 

A ideia de que nos devemos esforçar para melhorar ao longo da nossa vida agrada-me. Não somos uma obra completa. Nem nunca seremos. Há sempre algo que podemos ajustar, uma aprendizagem a fazer, uma vivência a aprofundar. E grande parte do brilho da vida reside aqui.

Desde cedo que ouvimos a palavra “esforço”. Ela percorre o nosso espaço familiar, escolar, profissional e relacional. A sociedade rápida e, muitas vezes, cruel em que vivemos tem elevado o esforço para um patamar desumano. Ela empurra-nos para uma “vida em esforço”. Temos de ter o corpo perfeito, o desempenho profissional perfeito, a viagem perfeita, a família perfeita, a meditação perfeita, a foto perfeita e, imagine-se, o lazer perfeito. Curiosamente, ou talvez não, parece ser incompatível fazermos algo em esforço com o tirarmos prazer pleno disso. Será até o oposto: quando nos deixamos ir e abdicamos de fazer e do esforço que isso acarreta, a vida torna-se mais significativa.

No meio deste contexto, se não estiver presente esforço em algo que atingimos, até nos sentimos mal por isso. Parece que não merecemos. Se calhar, até nos consideramos preguiçosos. Quando é tudo menos isso! Não defendo aqui a passividade e uma forma de vida que se limite a que assistamos, de braços cruzados, ao decorrer do tempo. Aceitarmos quem somos e o que acontece constitui-se como uma forma ativa de se viver e de se ser. É através da aceitação que se abre o verdadeiro espaço para a mudança.

Como referi, o esforço existe para ser usado. Através dele conseguimos melhorar o que somos, o que atingimos e quem temos perto de nós. Mas que esse suor e serrar de dentes seja acompanhado pelo estar, pelo fruir, pelo deixar ir. Pelo flutuar na vida sem que isso queira dizer que iremos ao fundo. Podemos pausar, gerir as nossas escolhas, melhorar efetivamente, alimentar mais equilíbrios e sentir mais plenitude em cada dia que passa. Quando fazer menos é fazer melhor.

 

Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui